quinta-feira, 1 de fevereiro de 2018

NOTA DE ESCLARECIMENTO


Os empresários Eugênio Alves e Antônio Alves vêm a público prestar esclarecimentos sobre os fatos narrados em matérias veiculadas em portais e blogs da região Oeste Potiguar. As matérias dão conta de que como empresários da Saia Rodada Promoções Artísticas Ltda., o segundo teria sido condenado a devolver vultosa quantia como sanção por irregularidades no carnaval da cidade de Areia Branca no ano de 2011.
Primeiramente, cumpre dizer que se trata apenas do deferimento de uma liminar concedida pelo Juiz da Comarca de Areia Branca, como medida cautelar e não enseja um juízo de valor quanto a uma futura decisão do magistrado, visto que a ação impetrada pelo Ministério Público daquela comarca ainda tramita em fase inicial. Portanto, não há que se falar em condenação quando o processo ainda não chegou ao seu fim sequer na primeira instância. Menos ainda se deve falar em R$ 1,2 milhões, quando este valor se refere ao total de pessoas indicadas na ação e o valor referente à empresa Saia Rodada Promoções diz respeito a uma porcentagem mínima diante do valor total.  Ademais, os empresários não foram notificados da ação.
Os dois ainda esclarecem, quanto às festividades carnavalescas de 2011, na cidade de Areia Branca, que não houve qualquer irregularidade por parte da Banda Saia Rodada, o que restará devidamente comprovado ao fim do processo naquela comarca.

Caraúbas, 1º de fevereiro de 2018.

Antônio Alves da Silva e Francisco Eugênio Alves da Silva